fbpx

Quais são as funções de um analista comportamental?

Compartilhar postagem

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Você está há muito tempo na empresa? Já parou para pensar se conhece todos os funcionários e suas respectivas funções? Se você pretende ser um analista comportamental, com certeza irá desempenhar essa função. 

Há muito se discute a importância de conhecer os colaboradores de uma organização, não apenas formal ou tecnicamente, mas em termos comportamentais, já que isso reflete positivamente no desempenho das pessoas e, consequentemente, nos resultados. 

A pesquisa FIA Employee Experience, divulgada em 2020, revela dados interessantes. Foram entrevistados 150 mil funcionários de mais de 300 empresas brasileiras, entre agosto e setembro daquele ano. 

Mesmo diante do atual cenário de instabilidade econômica e alto índice de desemprego, a pesquisa mostrou que 27% dos trabalhadores entrevistados pediriam as contas se a empresa não reconhecesse seu valor – seja pela falta de premiações, elogios ou pela ausência de uma política de meritocracia. Isso demonstra que aspectos comportamentais são extremamente importantes para os colaboradores quando o assunto é a própria carreira. 

 

Mas o que envolve a análise comportamental?

A análise comportamental envolve uma investigação cuja base de estudos é o comportamento humano. No caso da Innermetrix, a plataforma DISC Index permite compreender e medir o estilo de comportamento natural de uma pessoa, de membros de uma equipe, de um líder, gerente ou analista.

A partir dessa ferramenta, é possível interpretar as preferências e hábitos de cada colaborador no dia a dia de um ambiente laboral ou até mesmo na resolução de conflitos/crises.

 

E o que faz o analista comportamental?

No mercado de trabalho, cabe ao analista o papel de identificar os diferentes traços comportamentais dos indivíduos, contribuindo para entender como funciona cada setor, como eles se relacionam entre si e os diversos contextos em que estão inseridos.

No momento em que o analista comportamental consegue identificar cada um dos colaboradores, ele amplia o leque de possibilidades para alocá-los em posições mais adequadas, a partir da análise do perfil comportamental. 

 

A pessoa certa no lugar certo

Esta é a principal função do analista comportamental: colocar as pessoas certas nos lugares certos. É tirar o melhor proveito de cada profissional, a partir dos relatórios que fornecem dados como: onde você tem o melhor desempenho, onde se sente mais confortável e em que situações você pode melhorar.

Segundo grande parte dos especialistas, profissionais satisfeitos e motivados produzem muito mais, o que impacta diretamente no faturamento da companhia. 

 

Recrutamento e seleção

Outra função do analista comportamental é participar do processo de recrutamento e seleção de candidatos a ocupar vagas na empresa.

A partir da análise comportamental, desenvolvida durante o processo seletivo, o profissional consegue identificar competências sociais dos selecionados, o que torna a contratação mais assertiva, de acordo com a cultura da empresa e alinhada ao perfil do time ao qual o escolhido fará parte.

A vantagem é que, antes mesmo de o candidato ser contratado, a análise comportamental expõe suas qualidades e habilidades laborais.

A presença do analista comportamental ainda gera uma redução de gastos para a empresa. É que, ao ter esse profissional em seu quadro de funcionários, o setor de recursos humanos elimina custos com treinamento, já que a escolha por determinado candidato será assertiva e contará com a análise detalhada do expert.

 

Onde o analista pode atuar

O analista comportamental pode atuar em vários tipos de empresas – de pequeno, médio e grande porte. Também é possível o ingresso na área de saúde, a exemplo de clínicas e hospitais – ou ainda na área de educação – com atuação em escolas ou consultorias.

A profissão já se mostrou ser de grande relevância por lidar com o comportamento das pessoas e ampliar as chances da organização de reter talentos, fazer contratações acertadas e contribuir diretamente na satisfação dos colaboradores. 

 

Conheça o DISC INNERMETRIX

Pensando na análise comportamental, a Innermetrix oferece o DISC INNERMETRIX, uma ferramenta que desenvolve o autoconhecimento, permitindo o alinhamento entre características comportamentais e suas aplicabilidades práticas, em todas as áreas da vida.

Entre as aplicações práticas está um relatório detalhado de mais de 70 páginas, que aponta características pessoais, motivações, pontos fortes, ideias para ser mais eficaz etc. 

 A partir dessa ferramenta, é possível interpretar as preferências e hábitos de cada um dos membros de uma equipe, seja ele líder, gerente, analista etc., no dia a dia de um ambiente laboral ou até mesmo na resolução de conflitos/crises.

Venha conhecer a plataforma. Acesse www.innermetrix.com.br.

Inscreva-se para a nossa newsletter

Receba o melhor conteúdo sobre gestão de pessoas

Assuntos relacionados